Cruzzeria

Mais um restaurante que abriu em Lisboa, mais um espaço giro, mais um conceito diferente. Chama-se Cruzzeria, fica junto ao Cais do Sodré e nasceu de um cruzamento entre crús e pizzas. Os primeiros porque são na moda, as segundas porque são do mais consensual que há.

 

 

Uma ementa supreendente:  atum enrolado com sriracha, lasanha crua, um ceviche de carapau com espuma de mojito, tártaro de pato e porco, um outro de caril de borrego e para sobremesa: uma bolacha literalmente crua.

 

 

Entre as pizzas há as mais normais como a marguerita e a diavola, como mais exóticas como a de ovos rotos, com ovo estrelado, presunto e paprika, a do mar à Bulhão Pato, com lulas, camarão, mousse de coentros e limão e a de queijos portugueses, com queijo da Serra, da ilha, marmelada, rúcula e requeijão.

A ideia é partilhar uns pratos crus e terminar com uma pizza.

Entre amigos na noite que por lá passei, começámos por provar a focaccia, que apesar do nome não tem nada de focaccia mas mais de naan. E que vem acompanhada com um humus com paprika, uma mousse de pepino e hortelã e uma pasta de azeitonas com manjericão. Estava bom, mas para quem leu focaccia no menu e sonhou logo com uma massa fofa, esqueça.

 

 

Continuando, provámos o ceviche de carapau com melão, espinafre e espuma de mojito, que estava muito bom e o Tártaro Qual é Qual – vem um de atum e outro de novilho e agora vejam se descobrem o que é de peixe o que é de carne. O de novilho estava bom e adorei o de atum com bocadinho de wasabi.

 

 

 

Pedimos ainda um tártaro de novilho fumado que vem dentro de uma campânula. Acompanhado com gema cremosa e beef jerky. Para além de bom muito bonito.

 

 

Para terminar pedimos uma pizza Diavola que estava óptima, uma massa muito fina e crispy.

 

 

O serviço cinco estrelas, simpáticos, atenciosos, o ambiente bem jovem e a música um bocadinho alta demais mas nada por aí além.

A voltar.

Mais informações em Zomato

 

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios têm *.


Preencha o CAPTCHA *