El Clandestino

É o novo restaurante sensação no Principe Real. em tacos, ceviche, margueritas e tequila. Gente gira, empregados simpáticos, uma decoração sui generis. É restaurante mas também é bar. E galeria de arte e de fotografia.

A enorme “Favela Vidigal”, uma representação da favela carioca da autoria dos irmãos Bete e Gezo Marques, prende logo a atenção.  Espalhadas pelo restaurante estão algumas fotografias do guatemalteco Gonzalo Marroquin e nas traseiras há um saguão, ideal para fumadores, decorado com os altares aos mortos tipicamente mexicanos.

12240246_191569947848931_2977331868075924330_o

O menu divide-se em ceviches – que com muita pena minha não provei, o jantar tardio e a fome a apertar pedia algo mais substancial 🙁 e tacos – que embora não seja a minha comida favorita, afianço que estavam bons. Provei o de solomillo – com lombo de bovilho, especiarias e legumes, e embora não seja nada de transcendental, cumpre bem aquilo a que se compromete. O picante é servido à parte para agregar a gregos e troianos.

Hove quem experimentasse o taco com camarão e o vegetariano e todos ficaram aprovados.

12273605_191550997850826_2103555545156008158_o

Para sobremesa houve quem provasse o jardim de churros com espuma de lima e terra de cogumelos e dissesse que estava simplesmente delicioso.

12356848_199594220379837_6620396935607925657_o

Os pratos vêm em doses a roçar o tamanho de petisco, mas o preço também é condizente (andam entre os 6,90 e os 8,70).

Para a próxima terei mesmo que provar os ceviches – há de atum, de vieira, e polvo entre outros.

Quem quiser só ir beber um copo ao El Clandestino também é bem vindo e a lista de tiquiras, mezcal e marguerita é bem extensa. Quem quiser jantar, o melhor é reservar com alguam antecedência pois desde que abriu que este restaurante tem estado concorrido.

Único senão é mesmo o barulho, esqueça lá o jantar romântico e os segredinhos que no El Clandestino quem não fala alto não se safa.

A regressar em breve.

 

  • Está aberto todos os dias das 19h30 às 2h00.
  • Endereço: R. da Rosa 321, 1250-096 Lisboa
  • Telemóvel:915 035 553
    créditos da fotos @El Clandestino

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios têm *.


Preencha o CAPTCHA *