Restaurante Atlântico no Intercontinental do Estoril

Há uns anos atrás – antes dos sunsets, dos rooftops e afins – um dos bares onde mais gostava de ir nos finais de tarde de Verão era o BG Bar no Monte do Estoril. Debruçado sobre o mar, com uma vista soberba sobre a costa do sol e o mar, ficou para sempre na minha memória por momentos fantásticos lá passados.

Depois fechou, fizeram-se obras e há uns tempos voltou a abrir como parte integrante do hotel Intercontinental do Estoril, com o nome de Atlântico. Numa das últimas noites quentes resolvi ir até lá matar saudades e garanto que fiquei fã.

 

 

A vista continua a mesma, o terraço um must, mas o restaurante está todo ele melhor, renovado, giro, clean, nada de pretensioso. Na noite que fui – Quinta feira – tinha DJ e pelos vistos assim é de Quinta a Sábado a partir do final do dia.

Dá para beber uns copos – provem o champanhe Cattier que vale muito a pena – ouvir música, comer umas tapas e depois, porque não, ficar para jantar.

 

 

Foi o que fiz e que bem que fiz. De repente parecia que estava de férias, num qualquer destino paradisíaco.

 

 

E agora só para fazer inveja, aqui fica o menu da noite e garanto que a escolha foi muitoooooooo difícil. Havia tanta coisa boa ….

Começámos com um tataki de atum com gelado de wasabi, e com um escabeche de pato com maçã. Estavam ambos muito bons, embora para mim o  gelado pudesse ter ainda mais wasabi. Mas isto sou eu que nunca digo não a sabores picantes.

 

 

Como prato principal – e à beira-mar apetece (me) sempre mais peixe –  pedimos  um lombo de bacalhau com arroz de lingueirão e um filete de robalo grelhado com risoto de camarão.

 

 

 

O bacalhau no ponto, o robalo do mar como se quer, bem grelhado, o arroz de lingueirão maravilhoso e o risoto que não lhe ficava atrás.

Aposto que as sobremesas também eram magnificas, mas tiveram que ficar para outra noite. Assim como a tempura de polvo com amêndoa, as pataniscas de camarão com molho de cerveja, o tártaro de salmão com kimchee e abacate, os ceviches, as vieiras assadas com puré de batata doce…. é melhor parar por aqui não é?

Já estou com saudades é o que é… o BG Bar era bom e deixou saudades, mas o Atlântico ainda é melhor…

Até muito em breve….

 

 

PS: Ainda aproveitei para dar uma volta pelo hotel e posso dizer que está giro, mas giro… amplo, com quartos espaçosos, todos com vista para o mar, o terraço soberbo, para começar o dia em beleza, uma piscina de sonho…. qualquer dia ainda vou fazer turismo na minha cidade e alugo lá um quartito…

 

 

 

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios têm *.


Preencha o CAPTCHA *