Kanasawa

Isto não é um restaurante, não, não, é. É sim uma experiência gastronómica ao mais alto nível. Apresenta-se como o restaurante japonês mais exclusivo de Lisboa, tem apenas 8 lugares e um chef do melhor, Paulo Morais.

 

 

Começou por ser do fantástico chef Tomo que há um ano atrás passou o testemunho ao chef português. E sabia perfeitamente o que estava a fazer. Sim, admito, há anos que sou fã do chef Paulo Morais, os jantares fabulosos no antigo Umai ficarão para sempre na minha memória.

 

 

Agora no Kanasawa mostra a sua mestria em cada prato, elaborado com delicadeza à frente dos clientes sentados ao balcão.  No fim, só é pena estragar tudo com os pauzinhos pois cada composição é uma obra de arte.

 

 

Entre cortes e empratamentos, Paulo Morais vai ao longo do jantar explicando cada prato, cada ingrediente, respondendo a perguntas, desvendando segredos. Dá gosto ver. Dá gosto ouvir. E provar então….

 

 

O Kanasawa só está aberto para jantares, só aceita reservas e tem vários menos conforme os meses: em Junho está em destaque a cereja do Fundão, em Maio o mar é o rei e senhor, em Março são as flores que estão em destaque, em Fevereiro o destaque  é o Novilho Wagyu de Gunma, considerado uma das melhores carnes do mundo.

 

 

Há menús de degustação a partir dos 60 euros até aos 150 euros, dependendo do número de pratos que incluem e se as bebidas são à parte ou não.

Novidade são os lanches tipicamente japoneses que Paulo Morais resolveu inaugurar às Sextas e Sábados à tarde, entre as 13h00 e as 18h00. O restaurante transforma-se num salão de chá e o chef apresenta um menu que inclui chá e uma selecção de cinco doces tipicamente japoneses. 10 euros é o preço fixo.

 

 

Também é possível levar o lanche para casa.

Reservas para jantares através do site: http://www.kanazawa.pt/reservas/.

 

Tags:
Deixe um Comentário

<%-- Viagens --%> Blogs do Ano - Nomeado Viagens