Moules & Beer

 

Resolvi ir a semana passada experimentar o novo restaurante Moules & Beer, que abriu este mês em Campo de Ourique, junto ao Jardim da Parada. Irmão gémeo do Moules & Gin que abriu já há uns tempos em Cascais.

Um conceito inovador, já que até agora, o único restaurante que conhecia em Lisboa a servir os mexilhões à moda belga era a Travessa e é de lamber os dedos.

No Moules & Beer podem se provar mexilhões com vários tipos de molhos – com chilli, à tailandesa com lemongrass, à Bulhão Pato, com tomate e cebola, com natas etc…. Acompanham com batatas fritas caseiras e cervejas várias. Belgas, claro está.

Um único senão para os mexilhões – que estavam fresquisssimos – como são cozinhados à parte e depois envoltos no molho ficam com pouco sabor deste. Deveriam ser cozinhados no próprio molho para lhe ganharem os aromas. O que implicaria ter vários tachinhos individuais, em vez de grandes panelas, mas o resultado final ganharia e muito.

Para quem não gosta ou não pode (como eu) comer mexilhões, há naco da vazia fatiado. Acompanha com molho de mostarda e manteiga de alho. E as mesmas batatinhas das moules. Estava bom, embora um pouco salgado para o meu gosto.

Esqueci me de referir que de entrada vieram para a mesa uns sacos de pano com pão quente… uma maravilha.

Quanto ao espaço, é clean, em tons de branco e preto, com uns azulejos vintage, umas mesas de tampo de pedra, uma média luz óptima e uma cozinha aberta com um ar modernaço. Os empregados muito simpáticos e atenciosos.

Um senão: o Moules & Beer tem 2 turnos de reservas, ou às 20h30 ou às 22h30. Não gosto de jantar cedo, nem muito tarde (gosto aí por volta das 21h00) e gosto de ficar à mesa na conversa. ;-(.

Por último, o preço: achei médio. As moulles andam à volts dos 9 euros, o bife sobe para os 14, as cerveja pelos 4.50. Eramos 6 pessoas e pagámos 19 euros cada uma, sem sobremesas.

A repetir lá para Fevereiro quando o “baby on board” já me permitir voltar a comer bivalves 😉

Tags:
Blog Comments

Olá,
Como responsável pela cozinha do Moules & Beer venho informar que os mexilhões são preparados em tachinhos individuais e que os os molhos são postos antes por isso cozinhados nos próprios molhos.

Com os melhores cumprimentos,
Miguel Branco

Estou de acordo consigo. Não acho que o problema seja as moules não serem cozidas no molho. O problema, como disse no dia em que lá fui jantar, é que os recipientes são muito pequenos para a quantidade de mexilhões e isso dificulta chegar ao molho. Quando se chega ao fundo do recipiente já quase não há mexilhões. Agora, sendo eu alguém que viveu muitos anos na Bélgica e portanto, comeu muitas mas muitas mesmo moules, acho que estavam suficientemente boas para me matar as saudades. É, definitivamente, para repetir

sim é capaz de ter razão. Mas sem dúvida é para repetir.

Deixe um Comentário

<%-- Viagens --%> Blogs do Ano - Nomeado Viagens