Talho da Esquina

Não sou propriamente viciada em carne, quando vivi em Londres no tempo das vacas loucas tive quase um ano sem comer carne. E sentia me tao bem, mais leve, com digestões mais fáceis, etc..

Mas nunca seria vegetariana, há alturas que me apetece mesmo um bom bife, um cozido à portuguesa num dia de Inverno, um rosbife bem em sangue, um bife tártaro ou uns ovos com farinheira.

Na semana passada fui conhecer a última aventura gastrónomica do chef Vitor Sobral, o Talho da Esquina, o único do grupo que não fica nem numa esquina, nem em Campo de Ourique.

 

 

Fica mesmo em frente à Assembleia e por aqui a rainha são as carnes bovinas maturadas e não maturadas.

Há entradas para partilhar como:  Tutano bovino no forno, limão, tomate, pinhões, alecrim e salsa; Focinho de porco grelhado, creme de coentros, cebola avinagrada e azeite de trufa; Entremeada de porco grelhado, creme de alho e vinagrete de tomate assado; Moelas grelhadas, pimentão da horta e piripíri; Asas de galo grelhadas, limão, gengibre e mel; e Rim grelhado com vinagrete de chocolate negro.

Como prato principal há carnes várias como bife do beijinho, , costeleta de Angus, costeleta de vaca com 45 dias de maturação, costeleta Arouquesa com 210 dias de maturação, etc…

 

 

Nos acompanhamentos, a salada de legumes grelhados é um must.

De tão vasta carta provei o pão com fermentação natural – que maravilha – com paté do talho e queijo de ovelha meia cura, o Bife da Vazia Nacional à Cortador – uma delicia- ; com so legumes grelhados que vinham divinais.

 

 

Até dia 3 de Novembro é aproveitar o Fork Fest que os pratos estão todos com 50 por cento de desconto.

Mais informações em    Talho da Esquina Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Tags:
Deixe um Comentário

<%-- Viagens --%> Blogs do Ano - Nomeado Viagens