4º dia Laos: Si Pan Don

Ao 4º dia é dia de voar para Sul, destino Pakse. Cerca de uma hora de voo, 40 minutos de carro e vinte minutos de barco para chegarmos ao La Folie, um pequeno lodge paradisíaco localizado na ilha de Don Daeng,  um punhado de areia perdido no meio do Mekong.

Para além de centenas de búfalos espalhados pelos areais e meia dúzia de aldeias, a ilha não tem mais nada. Estradas, só de areia. Não há carros, só um outro tractor, bicicletas e motoretas. Um templo, um restaurante com menús a 2 euros por pessoa, uma escola e muita criançada.

 

 

Depois de pousarmos as malas vamos dar uma volta pela ilha a pé – também há bicicletas – e as crianças interpelam-nos pelo caminho fora a oferecer flores.
Muitas das casas são em palafitas, para se precaverem das inundações na época das chuvas. Na época seca, os quartos são em cima e em baixo a cozinha, as redes penduradas para as sestas, as mesas e cadeiras para se descansar ou almoçar à sombra. Num destes alpendres improvisados até vejo um berço de palha pendurado.

 

Também vejo CR7 escrito na parede de uma casa, diacho do rapaz que está em todo o lado 😉 Futebolices à parte, ver um bocadinho de Portugal escarrapachado num lugar tão remoto como esta ilha enche me de orgulho patriótico.

 

Aproveitamos a hora do calor que aqui é mais que muito para almoçarmos uma salada de papaia no restaurante do lodge.

 

 

Para sobremesa um mergulho na piscina. Este recanto é um autêntico paraíso no meio do Mekong. O resto da tarde é passado entre mergulhos, livros, escrita. O mais puro dolce farniente que viajar também é isto. Também deve ser isto.

 

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios têm *.


Preencha o CAPTCHA *