Istambul – mais um destino fantástico para os meses de Verão

Já lá estive duas vezes e confesso que é uma das cidades favoritas. No mundo. Com uma luz linda a lembrar Lisboa, com uma mistura fantástica entre a Ásia e a Europa, o mundo muçulmano e o modernismo. Entre o passado e o presente.

Com ruelas e becos e mulheres cobertas dos pés à cabeça e palácios milenares, mas também com restaurantes fantásticos, bares que poderiam estar em qualquer rua nova iorquina e uma sociedade jovem e vibrante cheia de estilo e bom gosto.

Pelas noites quentes, pelos mil e um terraços com vista para o Bósforo, pelas discotecas que se abrem a céu aberto à beira da água, pelas inúmeras esplanadas este é um destino onde vale muito a pena ir no Verão.

IMG_0167

Aqui fica uma das reportagens que fiz há uns anos para a revista Sábado sobre os mercados de Istambul.

Os melhores mercados de Istambul

 “Livros, flores, túnicas, malaguetas, chás, tapetes, peles, cachimbos de água. Tudo se vende nos bazares de Istambul. Com muita cor e muitos aromas exóticos são um dos “ex libris” da cidade.”

 Numa cidade meio asiática, meio europeia, com 18 milhões de habitantes, não faltam ruas fervilhantes cheias de mercados, bancas, bazares, lojinhas e tendas. Percorrer alguns destes é imprescindível para conhecer Istambul, a sua cultura e o seu povo.

O mais famoso de todos, o Grande Bazar, localizado no centro do bairro antigo de Sultanahmet, é o maior mercado do mundo, com cerca de 4 mil lojas perdidas num labirinto de ruas cobertas por abóbadas pintadas. Criado por Mehmet II, logo após a conquista da cidade em 1453, neste mercado encontra se quase tudo, desde joalharia, roupa, tapetes, plantas e comida.

Já no mercado vizinho, baptizado de Bazar das Especiarias, a maioria das bancas vende ervas secas e condimentos de cores variadas e odores exóticos. Do açafrão à menta, da  pimenta-de- Sichuan ao anis estrelado. Vendem-se também doces tradicionais turcos como a “baklava” e chás originais como o chá de rosa ou o chá do amor. O Bazar das Especiarias é também o sitio ideal para encontrar uma enorme variedade de frutos secos, damascos, tâmaras e alperces.

A poucos minutos de distância a pé, o Bazar do Livro com as suas bancas repletas de livros e revistas, é o refugio ideal para uma pausa longe do burburinho da cidade. Gravuras antigas, edições em todas as línguas, revistas com décadas, calendários do princípio do século passado à mistura com moedas e selos de colecção.

DSC_6468 DSC_6477

Para quem procura artesanato, joalharia ou artigos em pele, o melhor mercado é o Bazar da Cavalaria. Situado nos antigos estábulos otomanos da Mesquita Azul, tem duas longas filas de lojas repletas de tapetes tradicionais turcos, pendentes de ouro, prata e pedras semi preciosas, objectos de cerâmica e casacos, botas e carteiras de pele.

Qualquer um destes mercados está aberto do nascer ao pôr do sol, todos os dias. Antes de comprar, não se esqueça de regatear o preço, é prática comum em qualquer bazar da cidade.

Catarina Serra Lopes

Como ir

A Ibéria voa regularmente de Lisboa para Istambul com escala em Madrid por preços a partir dos 270 euros.

Onde ficar

No  Ciragan Palace, o único palácio otomano transformado em hotel. Tem uma piscina infinita à beira do Bósforo e um atendimento cinco estrelas. Duplo a partir de 365 euros. www.kempinski-istanbul.com

Onde jantar

No 360, um restaurante no terraço de um edifício, com uma vista de 360 graus sobre Istambul.  Comida optima e ambiente muito trendy. Preço médio por refeição: 60 euros. www.360istanbul.com

Pela noite dentro

Não deixe de passar pelo La Reina. Restaurante, bar, discoteca ao ar livre à beira do Bósforo.  A melhor noite da cidade.

A não perder

O cair da noite no terraço do restaurante Seven Hills. Com vista sobre o mar e a cidade, fica mesmo entre a Mesquita Azul e a Hagia Sofia. www.hotelsevenhills.com/restorant.asp

IMG_3148

 

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios têm *.


Preencha o CAPTCHA *