Polvo à Galega

A primeira vez que comi polvo à Galega foi no saudoso El Gordo, no Bairro Alto. Um dos restaurantes de tapas mais giros e bons onde estive em Lisboa.

Depois dessa primeira vez perdi a conta às vezes que me perdi com este petisco.

Ontem foi a vez de me deliciar cá por casa. Com o F. aos comandos, começámos por cozer o polvo – comprado em fresco e depois congelado para ficar molinho – durante 20 minutos com uma cebola cortada às metades. Sem sal que o polvo já o tem.

Depois foi só laminá-lo, colocar cada pedaço por cima de uma rodela de batata cozida, regá-lo de azeite e polvilhar com colorau e flor de sal.

FullSizeRender_1

Que maravilha.

A repetir. Muitas vezes, de preferência.

Tags:
Deixe um Comentário

<%-- Viagens --%> Blogs do Ano - Nomeado Viagens