Restaurante Espada

Mais um restaurante giro e com pratos óptimos para partilhar. Tudo à volta do peixe, que por aqui é rei e senhor. De carne só um prato – Rib eye de 300 ou 600 gramas. De resto serve-se peixe reinventado, em pratos de ceviche, tártaro, tempura, tataki, com algas e em tacos variados. Para os mais tradicionais também há peixe fresco pronto a ser grelhado.

 

 

Éramos seis e resolvemos partilhar e que bem fizemos. O atendimento é do mais simpático possível e a empregada resolveu-nos facilitar a vida ajustando a quantidade das doses para o número de pessoas, o que normalmente nos dizem sempre ser impossível e lá sobra o pedaço da vergonha ou somos 4 e vem só 3 pedaços.

 

 

Como estou grávida e é desaconselhado comer tártaros e ceviches – peixe cru em geral – tive que deixar estas opções para outra altura 🙁

Assim pedimos umas vieiras na chapa com couve flor e espuma trufada – eu não gosto de trufas  – mas quem provou esse que estava bom embora fosse difícil descobrir as vieiras no meio da couve flor e o sabor destas ficasse apagado com a espuma.

Provei a tempura de camarão com molho de caril que estava muito boa, bem como as gambas com massa wonton e molho sweet chilli.

A estrela da companhia foi sem dúvida as pataniscas de choco, fritas com a própria tinta, aconpanhadas de arroz de feijão. Uma delicia.

 

 

Outro dos pratos mais apreciados foi também os tacos de lavagante que estavam tão bons que até desapareceram antes que eu tivesse tempo de fotografá-los 😉

No fim ainda houve quem provasse a tarte de merengada – demasiado doce segundo disseram – e o petit gauteau de chocolate branco.

 

 

 

Mais informações em  Espada Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

 

Tags:
Deixe um Comentário

<%-- Viagens --%> Blogs do Ano - Nomeado Viagens